Doença de Parkinson

A doença de parkinson se caracteriza pela desordem progressiva do movimento, ocorrendo por causa da disfunção dos neurônios secretores de dopamina, localizados nos gânglios da base, que são responsáveis pela transmissão dos comandos paras os músculos.

Estruturas que produzem serotonina, noradrenalina e acetilcolina também podem estar prejudicadas na doença de parkinson.

O sistema afetado por essa patologia é o extra-piramidal, que é responsável pelo controle dos movimentos involuntários como os movimentos da face, movimento dos músculos quando estamos de pé sem que precisemos executar os movimentos para contrair ou relaxar os músculos.parkinson

O parkinsonismo pode ocorrer de forma hereditária existindo cerca de oito genes relacionados a doença. O gene alfa nucleina leva a doença autossômica dominante e o gene parkina leva a forma autossômica recessiva.

Existem três sinais clássicos que observamos no indivíduo vítima do parkinson sendo eles,  tremor de repouso, rigidez e bradiconesia. Dificuldade para caminhar, perda do equilíbrio, expressão facial em máscara e voz monótona devido a deficiência dos músculos da face e da laringe, também podem aparecer nesse paciente.

Os tremores ocorrem predominantemente ao repouso e normalmente aparecem em uma mão evoluindo para o membro inferior do mesmo lado, progredindo pelas quatro extremidades.

O paciente pode apresentar ainda distúrbios como depressão, ansiedade, demência que tem maior prevalência em pessoas com a doença de parkinson do que na população normal.

O tratamento farmacológico consiste em restabelecer os níveis de dopamina. A fisioterapia atua precocemente na doença de parkinson, melhorando a coordenação motora, a força muscular, o equilíbrio e a respiração.parkinson 1

É importante a fisioterapia respiratória nesse paciente porque é comum ocorrer infecções respiratórias, realizando a higiene brônquica e a reexpansão pulmonar. Quando a doença já esta em fase avançada pode ser necessária a utilização de ventilação mecânica para o alívio do desconforto respiratório.

A doença de parkinson não leva a morte, porém predispõe o paciente a outras patologias e infecções que podem ser fatais.

Precisando de Fisioterapia? Clique Aqui e Fale Comigo!